terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Mais graça Deus dá quando as cargas aumentam

Mais graça Deus dá quando as cargas aumentam,
Mais força concede ao crescer o labor,
Em grandes angústias envia consolo,
Em todas as provas dá paz e valor.

*

E, quando os recursos em nós se esgotarem
E em meio ao caminho a força faltar,
Veremos a fonte da graça divina
Em nós Seu poder começar a jorrar.

*

Amor sem limites, poder sem barreiras,
Que graça infinita, inefável tem Deus!
E desses tesouros, guardados em Cristo,
Em grande medida dará sempre aos Seus.
*
Hino 300 no Cancioneiro Salvacionista,
traduzido do CS da Argentina

________________________


Annie Johnson Flint (1866-1932) escreveu alguns dos mais inspiradores hinos a ver com fé e triunfo em meio a provas e sofrimento, baseados na sua própria experiência.

Nascida em Vineland, New Jersey, Annie perdeu ambos os pais quando tinha somente seis anos de idade. Um casal sem filhos de nome Flint adotou-a.

Quando adolescente Annie contraiu artrite, que a impossibilitou de caminhar. Ela aspirava ser compositora e pianista, mas por causa da doença ficou impossibilitada de realizar o seu sonho, assim começou a escrever poesias, muitas das quais transformadas em canções.

Mais tarde na vida, impossibilitada de abrir suas mãos, escreveu muitos de seus poemas usando seus dedos dobrados em uma máquina de escrever.

Nessas circunstâncias, que poderiam tornar pessoas incapazes também emocionalmente, pelo sofrimento, Annie escreveu hinos que têm trazido forças espirituais a um número sem conta de pessoas enfrentando problemas.

Há graça e força vindas de Deus que não nos são dadas na rotina da vida. Mas Deus nô-las dá em nossas horas aflitivas quando colocamos nEle nossa fé. Quando problemas e provas surgem no nosso caminho, que possamos experimentar Sua graça adicionada, Sua força aumentada e Sua paz multiplicada.

_________________________


O compositor da bela música
deste hino é o oficial salvacionista
Ray-Steadman-Allen (1922-),
que possui um grande
repertório de músicas que louvam ao Senhor.








_____________________________













Não todas as histórias por trás de hinos para este blog tenho extraído do livro "Songs in the Night" (Songs in the Night), a mim presenteado pelo comissário Carl S. Eliasen, mas de outras fontes também. Na foto da direita estou com o coronel Henry Gariepy, autor da seleção de histórias escritas durante fases difíceis na vida de seus autores, compiladas especialmente para encorajar pessoas que enfrentam fases idênticas.

_____________________________

Letra original em inglês:

He giveth more grace as our burdens grow greater,/ He sendeth more strength as our labors increase;/ To added afflictions He addeth His mercy,/ To multiplied trials he multiplies peace.
*
When we have exhausted our store of endurance,/When our strength has failed ere the day is half done,/ When we reach the end of our hoarded resources/ Our Father’s full giving is only begun.

*
His love has no limits, His grace has no measure,/ His power no boundary known unto men;/ For out of His infinite riches in Jesus/ He giveth, and giveth, and giveth again.


____________________________

O hino por um coral salvacionista de Chicago-IL

http://www.youtube.com/watch?v=eYzHKlv86QY&feature=results_video&playnext=1&list=PLDD363F79D08B9B7C

____________________________

3 comentários:

  1. Não conhecía esse hino!
    Fui ao Youtube e ouvi de diferentes formas e por diferentes cantores. Realmente .... esse hino é maravilhoso, algumas interpretações me levaram aos céus, tantas foram as bençãos!
    Destaco uma delas. Trata-se de uma representação, muito bem feita ... "para Deus, deve-se fazer o melhor e, esse melhor foi feito.
    Segue o link dessa apresentação, caso queiram conferir:
    http://youtu.be/LDGonSTXjQU
    Obrigada Paulo, pelo seu esmerado bom gosto na escolha dos hinos e nas histórias que estão por trás deles, sempre muito interessantes!

    ResponderExcluir
  2. Gostamos muito da história dos hinos, sempre nos comove a maneira de como eles foram escritos e de como o Senhor usou vidas fracas e doentes para mostrar o Seu poder. Ficamos felizes de saber um pouco mais da história do Brigadeiro Bastos, homem de Deus, e posso imaginar a razao das palavras em seu segundo hino.
    Um abraço. A.Lopes

    ResponderExcluir
  3. Querido Irmão,
    Muito bom saber a história da autora deste lindo e comovente hino.
    Eu não consigo cantá-lo sem chorar. Diante de tudo ...só podemos ver a FIDELIDADE do PAI nos sustentando nos momentos difíceis que passamos. Tenho vivido e sentido a GRAÇA do SENHOR convivendo dia após dia com a enfermidade de minha mãe..
    Continue nos abençoando, meu querido!!!!
    Um beijo enorme em seu coração e fique na Maravilhosa PAZ!!
    Déa.

    ResponderExcluir